Apêndice

A cirurgia de apendicite é uma cirurgia na qual é retirado o apêndice vermiforme, localizado no final do intestino grosso. É necessária quando ocorre uma obstrução e inflamação do apêndice.

  • O tratamento da apendicite é sempre cirúrgico.  A cirurgia consiste em retirar o apêndice (apendicectomia). Pode ser feita pelo método aberto tradicional ou pela vídeo-laparoscopia. Com os avanços da tecnologia, a apendicite pode ser tratada com este moderno método sem a necessidade de uma grande incisão na parede abdominal. Esta cirurgia, também chamada de minimamente invasiva, consiste na utilização de instrumentos e uma câmara que envia imagens para um monitor de vídeo.
    O tempo de internação após a apendicectomia pode variar, em média de 3 a 7 dias, podendo chegar a um mês ou mais, dependendo de vários fatores como idade, estado geral de saúde da pessoa, técnica cirúrgica utilizada e presença de complicações cirúrgicas.
    Após a cirurgia mantenha uma dieta saudável, rica em fibras, assim que voltar para casa. Evite levantar objetos pesados e atividades físicas intensas. Andar a pé e subir pequenos lances de escadas é bom para melhorar a sua circulação, mas evite excessos.
    Evite dirigir durante os primeiros sete dias após a cirurgia. Você está liberado para relação sexual logo que você se sinta confortável e tenha discutido este assunto com seu cirurgião. Ligue e agende uma consulta de retorno no prazo de 1-2 semanas após a cirurgia. Normalmente não existem pontos para se retirar. Discuta com seu cirurgião o seu regresso ao trabalho dentro de uma a quatro semanas.
    Você deverá chamar seu médico se você tem algum dos seguintes sintomas:
  • vermelhidão ou drenagem purulenta nas incisões
  • febre persistente superior a 37,6 graus ou calafrios
  • tosse produtiva, náuseas ou vômitos persistentes
  • dor prolongada e sem alívio com a medicação prescrita

Cirurgião Geral


Unimed
GEAP
Sul América