Mamoplastia Aumento

A mamoplastia de aumento, com colocação de implante de silicone, é a cirurgia de escolha para o aumento e/ou projeção da mama. A prótese que se usa hoje em dia é um envelope de silicone texturizado cheio de gel coeso, que mesmo rompida este gel não extravasa.
Existem próteses de vários tamanhos e formatos. Sua qualidade melhorou muito ao longo dos anos, proporcionando maior segurança e menor necessidade de troca dos implantes.
Para a cirurgia, a paciente deve ser submetida à ultrassonografia e/ou mamografia para investigação das mamas, visando afastar a presença de lesões suspeitas que mereçam investigação mais detalhada.
Apesar de intensa discussão a respeito de segurança, sabemos que a prótese não causa câncer de mama, nem impede seu diagnóstico, tendo seu uso aprovado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Todas as pacientes que têm prótese mamária devem continuar fazendo mamografia ou ultrassom de mamas frequentemente para a prevenção do câncer de mama, como qualquer outra mulher.
Após o implante mamário, a reação natural do corpo é formar uma membrana fibrosa chamada cápsula ao redor da prótese. Normalmente, o implante descansará naturalmente no interior desta cápsula, que permanecerá fina e em repouso. Infelizmente, em algumas pacientes este tecido pode contrair, levando a mama a ficar mais arredondada, firme, apresentar bordas marcadas, uma aparência não natural e possivelmente dor. Isto pode ocorrer logo após a cirurgia ou após alguns anos e a intensidade desta resposta é variável e imprevisível.
Felizmente, fatores como a modernização do material utilizado na fabricação dos implantes, refinamento da técnica cirúrgica e utilização de medicamentos específicos diminuíram a incidência da contratura capsular significativamente. Atualmente, este fenômeno ocorre em menos de 2-4% das pacientes e o tratamento consiste basicamente da retirada do tecido cicatricial e a remoção ou troca do implante.
A cirurgia é realizada em hospital, sob anestesia geral ou local com sedação, e dura cerca de 1 hora e meia. Geralmente a paciente recebe alta no mesmo dia.
A prótese é inserida através de pequena incisão de cerca de 4 cm em sulco infra-mamário, periareolar ou axilar sendo colocada sob a mama ou sob a musculatura, dependendo de cada caso. Terminada a cirurgia é feito um sutiã com esparadrapo antialérgico que será trocado após 4 ou 5 dias.
Logo após a cirurgia você já poderá observar o resultado da mesma, embora as mamas fiquem inchadas por mais ou menos 30 dias.

Cirurgia Plástica


Sul América
Unimed
GEAP