Implante De Mento

A inclusão de um implante na região do queixo (mento) pode ser necessária para harmonizar as unidades estéticas da face. Seu objetivo é aumentar a projeção do queixo, equilibrando-o com o restante da face.
O contorno do mento exerce grande influência no perfil da face, juntamente com o nariz. Por isso, esta técnica oferece excelentes resultados quando realizada simultaneamente à rinoplastia.
O queixo pode apresentar-se em posição mais avançado ou mais retraída em relação ao seu normal. Para ambos os casos existe correção cirúrgica, sendo a mais comum a que corrige o queixo retraído através da inclusão de uma prótese. Não deverão ocorrer grandes alterações fisionômicas. Apenas haverá um melhor equilíbrio de sua fisionomia, mantendo suas características individuais.
Em casos de inclusão de próteses de silicone, poderá ser feita uma cicatriz interna (dentro da boca) ou mediante uma pequena incisão na parte inferior do queixo. O cirurgião geralmente modela a peça ou se utiliza de peças pré-moldadas (existem vários tamanhos).
A anestesia utilizada costuma ser local com sedação, caso se trate de correção exclusivamente do mento. Se associada a outras cirurgias, o cirurgião poderá realizar o ato cirúrgico sob anestesia geral.
Costuma-se fazer um tipo de curativo local com finalidade de ajudar a manter a prótese imobilizada e diminuir o inchaço. Além disso, o curativo serve de proteção aos eventuais traumatismos que possam ocorrer nos primeiros dias.
Como com qualquer procedimento cirúrgico, você provavelmente irá sentir algum desconforto após a cirurgia, que irá diminuir ao longo de alguns dias. Embora você possa se sentir bem o suficiente para retornar ao trabalho e às atividades normais em cerca de três a quarto dias, deve-se evitar atividades físicas extenuantes por cerca de três a quatro semanas.

Cirurgia Plástica


Unimed
GEAP
Sul América