Braquioplastia

A flacidez nos braços pode surgir em idades variadas. Isso pode ocorrer devido a maus hábitos alimentares, sedentarismo, fatores genéticos e principalmente após grandes perdas de peso. Muitas vezes essa flacidez pode incomodar e gerar desconforto ao usar algumas roupas ou para realizar certos movimentos com o braço.

A adoção de hábitos de vida saudáveis como uma dieta equilibrada e a prática regular de exercícios físicos, é possível prevenir e atenuar esse problema, mas há casos em que apenas a modificação dos hábitos não resolve o problema, a exemplo de pacientes submetidos a gastroplastia, necessitando desses procedimentos para ajudar a restabelecer uma aparência mais firme e jovial aos braços.

A escolha da técnica cirúrgica para o tratamento de contorno braquial depende do tipo de alteração de cada caso. Pacientes com aumento da circunferência devido exclusivamente ao acúmulo de gordura, a lipoaspiração pode resolver o problema. Caso também haja um excesso de pele, com flacidez importante, pode haver a necessidade de uma incisão ao longo da face interna do braço, a braquioplastia.

Geralmente a cirurgia é feita sob anestesia geral. A duração média é de 2 horas, dependendo de cada caso e das áreas e estruturas a serem tratadas. Durante o procedimento, é realizada a retirada da pele e da gordura excedentes no local através de uma incisão feita na parte interna do braço. Por ser uma região muito exposta, muitas vezes, a cicatriz pode ficar perceptível até o período de sua maturação completa, que varia de 12 a 24 meses.

É importante lembrar que toda cirurgia deixa alguma cicatriz, maior ou menor, dependendo do problema original, dos cuidados do paciente no pós-operatório e inclusive das características de cicatrização de cada pessoa. No caso da braquioplastia especificamente, é fundamental um acompanhamento a longo prazo.

Pacientes submetidos ao lifting braquial devem permanecer em repouso por 3 a 5 dias, mantendo os braços próximos do corpo por 2-3 semanas. Recomenda-se minimizar a utilização dos braços durante os primeiro mês para permitir a cicatrização dos tecidos sem alargamento das cicatrizes.

Assim como na lipoaspiração, cintas apropriadas devem ser usadas visando acelerar a reabsorção do inchaço e a obtenção do resultado final. Esta cinta deverá ser mantida continuamente por um período de um mês e meio até 60 dias A drenagem linfática também costuma ser indicada com a finalidade de otimizar a absorção do edema e a recuperação pós-operatória.

Dependendo do grau de edema (inchaço) que ocorrer, logo após a retirada do curativo, já se pode ter uma ideia do resultado que será obtido mas o resultado final de qualquer cirurgia nunca pode ser avaliado antes da completa cicatrização.

Cirurgia Plástica


Unimed
Sul América
GEAP